desafios intercâmbio especialista

É preciso aceitar desafios ao fazer intercâmbio, diz especialista

Apesar de diferenças culturais, saudades de casa e problemas de adaptação, estudantes e intercambistas precisam aceitar desafios de modo que sejam positivamente alterados pela experiência de estudar em um país estrangeiro. Essa é a opinião de Marina Meijer, especialista em educação internacional.

Em artigo publicado no site especializado The Pie News, a americana, que atua na US Active elencou alguns benefícios de encarar de frente os desafios de viver longe de casa e da zona de conforto para buscar educação internacional. Entre eles estão: transformação pessoal, rede de contatos, empatia, inteligência cultural e, claro, uma nova língua.

Por isso, é importante que estudantes sejam incentivados a, muito além da sala de aula, frequentar reuniões, clubes temáticos, praticar esportes e outras ações sociais, para que esses benefícios possam aflorar. Isso inclui arranjar um trabalho no país que você escolheu para estudar. O intercâmbio é potencializado dessa forma, em sua avaliação.

“Investir em estudantes e juventude educada nos países vai, em última instância, ajudar a construir relações internacionais importantes. Inovação, pensamento progressista, aceitação e outros valores humanos aparecerão como consequência. É um investimento em longo prazo na raça humana que vai produzir uma geração para um amanhã melhor”, concluiu Marina Meijer.

Para mais informações, clique aqui.

[button link=”http://www.enjoyintercambio.com/orcamentos/” (target=”_blank”) (size=”medium”) (style=”outline”)]Gostou do que viu? Solicite seu orçamento[/button]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *