viagem impacto ambiental

9 dicas para uma viagem com menos impacto ambiental

Se você se preocupa com os efeitos que o planeta vem sentido diante da degradação de sua atmosfera de dos recursos naturais e, por isso, faz de tudo para minimizar seus próprios efeitos nesse cenário, saiba de uma coisa: há formas de fazer uma viagem ambientalmente sustentável e causar o mínimo de impacto ambiental possível.

Tudo se resume a como você vai diminuir o seu “carbon footprint” (pegada de carbono): formas de evitar que suas ações direta ou indiretamente soltem mais gás carbônico na superfície. Pensando nisso, o blog apresenta 9 dicas inspiradas em leituras especializadas pela web.

Veja como fazer sua viagem ambientalmente sustentável

  1. Escolha o meio de viagem
    Viajar de ônibus, trem ou navio é melhor para o meio ambiente do que fazê-lo de carro. Se a distância for próxima, opte por carros elétricos – ainda não popularizados no Brasil, mas amplamente disponíveis em outros países – ou em modelos híbridos, que agridam menos o meio ambiente.
  2. Se for de avião, vá direto
    Aterrisagens e decolagens são o momento em que os aviões mais agridem o meio ambiente, com a liberação de gases nocivos. Com isso, pegar um voo direto, além de ser mais rápido, é também menos pior do que fazer diversas paradas. Ao escolher a companhia, prioriza as que têm programa de “carbono offset”, para minimizar o impacto ambiental.
  3. Hoteis “verdes”
    Assim como as companhias áereas tentam cancelar a emissão de carbono de seus aviões por meio de outras ações, o mesmo ocorre com hotéis. Procure os que são certificados por associações e entidades locais. Na América Latina, por exemplo, eles são aprovados pelo Green Globe ou Rainforest Alliance. Nos Estados Unidos, pelo LEED. E na Europa pelo Green Tourism.
  4. Use transportes alternativos
    Uma vez no destino, opte por transporte público em vez de alugar um carro ou, se possível, por caminhadas ou pedaladas. Além de ser ambientalmente sustentável, você vai conhecer a cidade de uma forma mais intimista e ainda fazer exercício.
  5. Utilize e reutilize
    Ganhou ou comprou mapas e guias de turismo? Devolva-os, passe para outros turistas. Evite que eles se acumulem ou sejam jogados fora. Por outro lado, tubos de shampoo e pasta de dente podem e devem ser levados com você, para serem completamente usados, e não desperdiçados pelo maior tempo possível.
  6. Cuidado com o lixo
    Essa dica é obvia e básica: não jogue lixo em locais não apropriados. Se for fazer turismo ambiental, tenha consigo formas de armazenar o lixo até que seja descartado apropriadamente. Isso permite que você inclusive recolha o que outras pessoas possam ter jogado pelo ambiente. E preste atenção nas lixeiras: em muitas cidades, o lixo é separado já em via pública.
  7. Compre localmente
    Se tiver que consumir, prefira produtos ou alimentos produzidos localmente – esses inclusive provavelmente têm uma “carbono footprint” menor em relação aos produtos de grandes supermercados ou redes. E além disso, sua experiência será mais fidedigna, além de incentivar a economia local.
  8. Diga não ao plástico
    Eis o grande vilão do ambientalismo: tem uma “carbon footprint” enorme e demoram demais para se decompor.
  9. Cuidado com a agência de viagem
    O mesmo cuidado que você precisa ter, como explicitado acima, você deve exigir da sua agência de viagem. Ela tem alguma preocupação com o impacto ambiental da atividade turística? Ela se preocupa em poupar recursos e reciclar resíduos? Preste atenção nisso e pesquise bem antes de escolher.

[button link=”http://www.enjoyintercambio.com/orcamentos/” (target=”_blank”) (size=”medium”) (style=”outline”)]Gostou do que viu? Solicite seu orçamento[/button]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *